Banner 1
Banner 1

Sem categoria

Cuidados com a Toxoplasmose na Gestação

O pré-natal é essencial para a sobrevivência do bebê

Avalie este post

Durante a gestação, a futura mãe já precisa se preocupar com tantas coisas que o seu próprio hemograma (exame de sangue) parece ser um dos procedimentos de menor valor, mas isso está completamente incorreto.

A maioria das doenças, como viroses e infecções bacterianas não conseguem alcançar e romper a placenta que envolve, protege e garante a progressão correta da vida do feto.

No caso da Toxoplasmose, a situação é incomum, ou seja, essa doença consegue se tornar congênita, ultrapassando os limites da placenta e infectando o bebê.

cuidados com toxoplasmose na gestação

Cuidados com a Toxoplasmose na Gestação

Para não transmitir o parasita para o bebê em formação, o importante é se prevenir de contrair a doença.

Antes ou logo que for descoberta a gravidez, um hemograma deve ser pedido para que verifiquem a permanência do parasita na grávida.

Caso haja confirmação positiva para o estabelecimento do agente no corpo, o tratamento deve ser iniciado, minimizando os danos e trazendo a cura.

Quem estava com a doença e foi curada ou aquelas que ainda não foram acometidas por ela devem se precaver realizando procedimentos simples.

  • Promover a higiene no consumo de água, precisando ser esta filtrada, potável e tratada.
  • Usar luvas durante o manejo do jardim ou qualquer outra área verde em que circulem felinos.
  • Manter caixas de areia cobertas ao ar livre.
  • Alterar a caixa de areia periodicamente, todos os dias, quando se possui gatos.
  • Lavar adequadamente fruta e verduras antes de as comer.
  • Lavar tábuas de corte de carne, pratos, balcões, talheres, utensílios culinários, e mãos com água quente e sabão depois do contato com carne crua, aves, frutos do mar ou frutas e vegetais não limpos.
  • Congelar a carne por dias antes de cozinhar a altas temperaturas para acabar com possíveis agentes infecciosos e diminuir significativamente os riscos de contaminação.
  • Não mexer em gatos que saiam de casa e se mantenham grande parte do tempo na rua com outros gatos semelhantes em comportamento.
  • Não oferecer carnes cruas para os gatos de casa ou da rua, dando apenas comidas industrializadas, secas ou enlatadas.
  • Ter confiança nos ingredientes usados para as refeições.
  • Limpar fervorosamente as mãos em cada momento que for adequado e imediatamente, se a grávida entrar em contato com alguma fonte de risco (fezes de felinos ou carne crua).

Recomendados Para Você:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.