Banner 2
Banner 1

Dicas de Saúde

Os 10 Primeiros Sintomas de Diabetes

Veja os Sintomas de Diabetes e Saiba se Você Pode ter a Doença

3.5 (70%) 2 votes

O diabetes é uma doença silenciosa, isso quer dizer que o sintomas demoram a aparecer.

Uma pessoa adulta pode ter diabetes por 6 anos até os primeiros sintomas de diabetes surgirem. O diabetes ocorre quando quando existe um excesso de glicose (açúcar) na corrente sanguínea.

A quantidade normal é de 110 miligramas (mg) de glicose por decilitro (dl) de sangue. Valores acima desse, a pessoa pode ser considerada diabética ou pré-diabética.

Os sintomas de diabetes se diferenciam de acordo com o tipo da doença: diabetes tipo 1, diabetes tipo 2, diabetes gestacional, entre outros.

Pessoas saudáveis podem desenvolver o diabetes devido à algumas causas e fatores de riscos.

Veja Também: Médico Cria Programa Polêmico para Reverter o Diabetes Tipo 2 e o Pré-Diabetes

As complicações da doença podem ser fatais. Quanto mais cedo iniciar um tratamento com acompanhamento médico, maiores as chances de reverter o quadro de diabetes e diminuir os riscos de complicações, como amputação de membros, infarto do miocárdio, cegueira, infecções entre outras complicações em vários órgãos do corpo.

Pessoas com pré-disposição ou dentro dos fatores de risco de desenvolver a doença, devem estar atentas aos sinais da doença. Conheça agora os primeiros sintomas de diabetes.

OS 10 PRIMEIROS SINTOMAS DE DIABETES

>> Tudo Sobre Diabetes e Controle da Glicose:

 

(VÍDEO) Quais são os Sintomas da Diabetes

[videoyt]

[/videoyt]

 

(VÍDEO) Fraqueza e Tonturas – Sintomas da Diabetes

[videoyt]

[/videoyt]

 

(VÍDEO) Sintomas da Diabetes Tipo 2 – Vencendo a Diabetes

[videoyt]

[/videoyt]

 

Os 10 Sintomas de Diabetes na Fase Inicial

 

1 – Cansaço Sem Explicação

As células do nosso organismo precisam de energia para trabalhar de forma eficiente. Para ter energia, é necessário que a glicose entre nas células.

Esse é justamente o problema do diabetes. A doença é causada por conta de alguns fatores que impedem que a glicose entre nas células, sem entrar nas células, a glicose se acumula na corrente sanguínea.

Se a glicose não está entrando nas células, as células não tem energia. A glicose é um dos principais combustíveis do organismo. Se as células não tem energia, o corpo também não tem. Sem energia, a pessoa começa a sentir cansaço e desânimo, mesmo que esteja dormindo bem.

Outro fator é que com o acúmulo de glicose na corrente sanguínea, o sangue encontra dificuldade para circular para os órgãos, braços e pernas. O sangue transporta oxigênio e nutrientes.

Com menos oxigênio e nutrientes sendo transportados, o organismo entra em estado de economia. Gerando cansaço no corpo.

 

2 – Muita Fome

O corpo está com pouca energia, porque a glicose não está entrando nas células. Com isso, o organismo começa um estado de economia, como dito sobre o cansaço.

Porém, depois de um tempo economizando energia, o organismo sabe que se não chegar mais combustível, o corpo terá problemas sérios.

Com isso, o único jeito que o organismo entende de chegar mais combustível para produzir energia, é a pessoa comendo mais.

Através da alimentação, o organismo produz a energia necessária para o funcionamento adequado do corpo. Sendo assim, a pessoa começa a sentir uma fome que não era comum.

A pessoa sente muita fome, come até se sentir satisfeita, mas a glicose ingerida não é transformada em energia, por conta do diabetes e, é eliminada na urina.

O processo acaba se repetindo, quanto menos energia, a pessoa sente mais fome e mais fome.

Este excesso de fome, gera aumento de peso no diabetes tipo 2 e perda de peso no diabetes tipo 1. Veja os motivos nos próximos tópicos.

 

3 – Aumento de Peso – Diabetes Tipo 2

Como dito no tópico sobre a fome, o organismo está precisando de energia para funcionar normalmente, mas a glicose não está entrando nas células para o corpo ter energia.

Dessa forma, o organismo aumenta a vontade de ingerir alimentos. Deixando as pessoas com muita fome.

Nos casos de diabetes tipo 2, o pâncreas produz o hormônio insulina, mas devido alguns fatores, a insulina não funciona corretamente e a glicose não entra nas células.

No entanto, a insulina também é responsável pelo armazenamento de gordura e síntese de proteínas.

Aí é que o problema começa. Quando a pessoa come mais, por conta da falta de energia, toda a gordura começa a se acumular e a glicose que realmente era necessária para o organismo é perdida na urina.

Dessa forma, quanto mais o diabético tipo 2 come, mais ele aumenta de peso. E pior… quanto mais a pessoa aumenta de peso e acumula gordura, mais a insulina não consegue transportar a glicose para dentro da célula. Criando um ciclo muito perigoso.

 

4 – Perda de Peso – Diabetes Tipo 1

Retornando a falta de energia no organismo, por conta da glicose não entrar nas células, a pessoa com diabetes tipo 1 tem um problema contrário aos diabéticos tipo 2.

Nos casos de diabetes tipo 1, o pâncreas para de produzir o hormônio insulina. E como já dito que a insulina também é responsável pelo armazenamento de gordura e síntese de proteínas.

O organismo perde a capacidade de armazenar a gordura e produzir músculos. E isso é só o inicio do problema.

Como as células não estão conseguindo energia através da glicose, a pessoa sente fome e começar a se alimentar mais, mas sem a capacidade de armazenar a gordura, o organismo também não consegue energia.

A forma que as células encontram é produzir energia através da quebra de proteínas dos músculos e do estoque de gordura.

Sendo assim, mesmo que o diabético tipo 1 se alimente adequadamente, começa a emagrecer excessivamente, já que as células estão consumindo o estoque de gordura e as proteínas dos músculos.

Em casos mais severos de diabetes tipo 1, o paciente chega ao estado de anorexia.

 

5 – Cetoacidose Diabética

A cetoacidose diabética acontece em pessoas com diabetes tipo 1. Como dito no tópico sobre a perda de peso, para produzir energia, o organismo recorre a quebra de proteínas dos músculos e estoque de gorduras.

Nesse processo de geração de energia alternativa, são produzidos muitos ácidos. Estes ácidos produzidos são chamados de cetoácidos.

Quando os cetoácidos atingem uma quantidade muito alta, os níveis do PH do sangue diminui a tal ponto de chegar a levar a morte. A pessoa sente dor no abdome, vômitos, falta de ar e deve ir diretamente para o hospital.

 

6 – Vontade de Urinar Toda Hora

O diabetes é caracterizado pelo excesso de açucar na corrente sanguínea.

Todo ataque ou percepção de algo errado no corpo, o organismo se prontifica a “tirar dali”, seja com os glóbulos brancos ou eliminar através das fezes, urina ou vômitos.

Quando o organismo percebe que tem mais açúcar que o normal, a primeira atitude do organismo defensiva para evitar problemas é eliminar do corpo.

No caso, o organismo elimina o açúcar em excesso através da urina.

Dessa forma, os rins diluem o açúcar na água presente no corpo para essa eliminação. Porém, quanto mais açúcar em excesso, mais o organismo vai expulsar através da urina. Por isso, em casos em que o nível de açúcar já está alto, mais vontade de urinar a pessoa terá.

 

7 – Muita Sede

Como o organismo está eliminando o açúcar pela urina, os rins precisam diluir as moléculas do açúcar junto com água e como dependendo do nível de açúcar em excesso, a pessoa começa a urinar muito, cada vez mais o organismo fica desidratado.

A principal defesa do organismo para a desidratação é bebendo mais água. Sendo assim, devido ao excesso de glicose na corrente sanguínea e a necessidade do organismo de eliminar este excesso, a pessoa sente cada vez mais sede.

 

8 – Feridas Não Cicatrizam

Com o acúmulo de glicose nas corrente sanguínea, o organismo sofre vários problemas de funcionamento.

Um destes problemas afetam as células responsáveis pela reparação de tecidos danificados. Desta forma, feridas em pessoas diabéticas demoram mais tempo para cicatrizar.

 

9 – Infecções

São varias as células que sofrem distúrbios devido ao acúmulo de açúcar na corrente sanguínea, além dos tópicos acima, as células de defesa também são afetadas.

Quando as células de defesa não estão funcionamento corretamente, o sistema imunológico é prejudicado.

Por isso, diabéticos tem mais facilidade de apresentar infecções na pele, infecções urinárias, entre outras.

 

10 – Problema de Visão

O excesso de glicose na corrente sanguínea causa inchaço no cristalino. Este inchaço faz a visão ficar fora de foco, deixando a vista embaçada.

Essa condição é diferente de casos mais graves, onde a complicação leva à cegueira.

ATUALIZADO: 10/09/2016 (INFOGRÁFICO)

medico-emagrecer-mulher-projeto-novo

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ »

Recomendados Para Você:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.