Banner 2
Banner 1

Dicas de Saúde

Tratamento de Radioterapia Câncer de Mama

Saiba Tudo Sobre a Radioterapia do Câncer de Mama

Avalie este post

O câncer de mama é uma doença que pode ser fatal se não for diagnosticada precocemente.

A gravidade da doença pode se desenvolver em um tumor maior e metastático, onde se espalha para outros tecidos e órgãos do corpo, dificultando a sobrevida do paciente.

O tratamento do câncer de mama deve ser iniciado logo após a descoberta da doença. Para isso, é muito importante que as mulheres, principalmente, que estão entre os fatores de risco da doença, como histórico familiar de câncer de mama e idade superior a 35 anos, façam o exame de mamografia uma vez por ano.

A mamografia é o exame de diagnóstico mais eficaz para detectar precocemente o câncer de mama.

Depois de diagnosticado, o paciente com câncer de mama é avaliado para descobrir o tipo de câncer de mama, em seguida, é decidido pelo médicos o tipo de tratamento que será realizado, de acordo com o caso do paciente.

Entre os diferentes métodos de tratamento, estão a quimioterapia, a cirurgia e a radioterapia.

A radioterapia é um método muito utilizado para diversos tratamentos do câncer de mama.

Neste tipo de tratamento é utilizada a energia da radiação ionizante para destruir as células tumorais. Como a radiação é uma energia muito forte, não pode ser emitida no paciente de uma vez, então, o tratamento é dividido em várias sessões.

 

Leia Mais Sobre a Mamografia e o Câncer de Mama:

 

(VÍDEO) Radioteparia no tratamento de Câncer de Mama

[videoyt]

[/videoyt]

 

(VÍDEO) Evoluções no tratamento do câncer de mama: Radioterapia

[videoyt]

[/videoyt]

 

(VÍDEO) Como é o tratamento do câncer de mama?

[videoyt]

[/videoyt]

 

Radioterapia Câncer de Mama

como-funciona-radioterapia-cancer-de-mama

A radioterapia é um tratamento muito eficaz, podendo ser indicado de forma exclusiva para curar o câncer de mama.

Em casos mais graves, é indicada junto com a quimioterapia. Em outros casos ainda mais graves, a radioterapia é indicada para diminuir o tamanho do tumor, junto com a quimioterapia para evitar que o câncer evolua, e depois do tumor atingir um determinado tamanho, é realizada uma cirurgia para retirada do tecido tumoral.

Apesar de ser uma técnica de tratamento muito eficiente, tem graves efeitos colaterais.

Alguns dos efeitos colaterais surgem nas primeiras semanas do tratamento, como queimaduras e muita sede. Outros efeitos podem surgir tempos depois, como meses e até anos.

A paciente é avaliada antes do tratamento com diversos exames de imagem, como tomografia computadorizada e ressonância magnética, para planejar o tratamento.

Quando inicia o tratamento, a paciente deita sobre uma maca fixa ao aparelho e inicia a sessão, onde é emitida uma dose exata de radiação.

Cada sessão é emitida a mesma quantidade de dose, sempre na mesma posição. Durante e após o tratamento, pode sentir dor na mama.

A mama tratada pode também ser áspera ao toque, inchada e vermelha (como uma queimadura de sol).

Às vezes, a pele pode descascar, como se ela fosse queimada. Para isso, é receitado pelo médico, alguns cremes e hidratantes, este é um efeito colateral comum do tratamento.

Mesmo com estes efeitos colaterais, e outros, como náuseas e cansaço, a radioterapia é considerada um tratamento muito seguro e eficaz contra o câncer de mama.

medico emagecer mulher azul

 

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ »

Recomendados Para Você:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.