Dicas de Saúde

Tenho Diabete Gestacional, e Agora?

Entenda o Tratamento da Diabete Gestacional

A diabete gestacional é um distúrbio que acontece em algumas mulheres durante a gravidez, pode acontecer com mulheres não-diabéticas.

O organismo feminino tem um aumento da quantidade de glicose no sangue.

A diabete gestacional é uma condição que na maioria dos casos se normaliza após o nascimento do bebê. Diferente dos outros tipos, diabetes tipo 1 e diabetes tipo 2, que não tem cura e se prolonga durante toda a vida.

Veja Também: Médico Cria Programa Polêmico para Reverter o Diabetes Tipo 2 e o Pré-Diabetes

 

O que é Diabete Gestacional?

Durante a gravidez, a placenta que é um importante órgão para o desenvolvimento saudável do bebê, possui alguns hormônios que causam resistência à insulina.

A insulina é o hormônio responsável pela entrada das moléculas de glicose nas células, onde é produzida a energia para o organismo desenvolver suas atividades.

Como a insulina está sofrendo resistência dos hormônios placentários, a glicose consumida pela mulher não entra nas células e assim se acumula na corrente sanguínea, causando assim a glicemia alta.

 

>> Tudo Sobre Diabetes e Controle da Glicose:

 

(VÍDEO) Diabetes Gestacional

[videoyt]

[/videoyt]

 

(VÍDEO) Videoaula Diabetes Gestacional

[videoyt]

[/videoyt]

 

(VÍDEO) O que comer para controlar a diabetes gestacional

[videoyt]

[/videoyt]

 

Diagnóstico de Diabete Gestacional

A diabete gestacional não tem sintomas aparentes, por isso, a descoberta do problema acontece sempre por acaso, durante exames de rotina.

O fato mais comum é o médico obstetra detectar o aumento do líquido amniótico da gestante.

O líquido amniótico envolve o bebê durante o seu desenvolvimento, dentro do saco amniótico, ou bolsa de água, como também é conhecido. O

líquido amniótico tem a função de amortecer choques e movimentos bruscos, proteger o bebê de infecções, entre outras.

Quando o médico obstetra percebe um aumento anormal do líquido amniótico, existe algumas possibilidades de causas, entre elas a gravidez de gêmeos (que é o sonhos de muitas mamães) ou problemas, como infecções e diabete gestacional.

Quando a mulher está com glicose alta no sangue, o bebê ingere mais açúcar e para eliminar, o bebê urina com mais frequência, como a urina se deposita na saco aminótico, há um aumento do líquido amniótico, por isso, ao detectar o aumento do líquido, o médico tem a suspeita da diabetes.

Após ter esta suspeita, a mulher realiza exame de glicemia em jejum e depois exame de glicemia com ingestão de glicose. Se o valor da glicemia em jejum for igual ou maior do que 92 mg/dL e o valor da glicemia com ingestão de glucose for igual ou superior à 153 mg/dL, a mulher tem o diagnóstico da condição de diabete gestacional.

 

Tratamento da Diabete Gestacional

tratamento-diabetes-gestacional

 

A diabete gestacional é um fantasma que assombra muitas mulheres, principalmente por conta dos problemas que pode causar, como crescimento fora do normal do bebê, implicando para que o parto seja realizado através de cesárea, além do risco do bebê desenvolver diabetes tipo 2 depois de adulto.

Porém, o tratamento pode ser bem simples, apenas melhorando os hábitos alimentares. É muito importante ter cuidados dobrados com a saúde, como verificar regularmente os níveis de glicemia no sangue.

É necessário fazer uma dieta para diabetes, com mais frutas, legumes e grãos e, menos carboidratos. É muito difícil controlar a vontade, principalmente quando a mulher está com desejo, mas é necessário ter a diabetes controlada para que tudo ocorra bem na gestação.

Muitos médicos também recomendam fazer exercícios físicos regulares, mesmo que exercícios leves, apenas para a mulher não ficar sedentária, que pode aumentar os níveis do acúmulo de glicose.

Em casos em que a dieta saudável e exercícios não controlam a diabetes, alguns médicos prescrevem injeção de insulina, para diminuir a glicemia.

Outro momento muito importante do tratamento é a observação do estado do bebê, como o crescimento.

medico emagecer mulher azul

 

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ »

Tenho Diabete Gestacional, e Agora?
Avalie este post

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.