Significado das Cores na Cromoterapia

Ela foi desenvolvida há milhares de anos por populações como os egípcios, os chineses, os gregos e os indianos.

Esses utilizavam ferramentas como pedras preciosas, prismas, papéis refletores e a incidência dos raios solares e as cores que dele se originavam.

Tudo para curar os maus pensamentos e as enfermidades, para efetuar rituais religiosos e elevarem o espírito envolvendo a Cromoterapia.

Cromoterapia | O significado das cores

As cores e as Ações

No decorrer de anos de estudos, a experiência foi se desenvolvendo e se descobriu que as reações no organismo que são desencadeadas estão diretamente ligadas a alternância das cores.

As bases científicas desse estudo estão na forma como o corpo dos seres humanos recebe a informação da luz.

Ela é produto de ondas eletromagnéticas com diferentes frequências que adentram nas células da visão e são enviadas para o cérebro.

Lá, elas interagem diretamente com o sistema nervoso e, por isso, ocasionam diversas e importantes sensações.

Significado das Cores na Cromoterapia

O Amarelo

A cor amarela é usada como opção para o estímulo à criatividade, dinamicidade e expressividade.

Cromoterapia
Cromoterapia

Seu uso pode retirar o foco do pensamento anterior e direcioná-lo para campos da mente mais ocultos ou, antes, inibidos.

O Vermelho

Essa cor de cromoterapia vermelho traz uma percepção diferenciada, pois é extremamente potente em potencializar a circulação do sangue pelo seu sistema.

Suas ações podem ser usadas para se tratar de doenças do coração, elevar a expressão da sexualidade, sentimento de renovação e para a revitalização dos ânimos.

Contudo, com o vermelho é preciso ter cautela. Há riscos de agravamento de pressão alta e hiperatividade.

O Verde

Verde cromoterapia possui ondas sonoras capazes de tranquilizar um ambiente e um indivíduo. A paz interior é mais facilmente conseguida com essa cor em específico.

Ela atinge mais profundamente que o quarto chacra, aumentando a produção de substâncias que aumentam a imunidade física.

Pode ser usada no relaxamento psicológico de pessoas com desmotivação.

O Índigo

É, talvez, a cor mais poderosa entre todas. Segundo preceitos astrológicos e esotéricos, é essa a onda que atravessa além dos cinco sentidos comumente usados pelo homem e alcança o sexto chacra, o terceiro olho, os poderes interiores de cada um.

Parte dessa análise vem da crença de algumas culturas sobre ser o azul uma cor transitória entre o mundo físico e o espiritual.

O Azul

Para conseguir paz e alegria, a cor azul é a certeira. Ela encoraja a repousar, a absorver conhecimento, a refletir mais profundamente sobre o próprio âmago e as situações exteriores, bem como relaxa e limpa a mente de pensamentos catastróficos.

No corpo físico, as ondas da cor azul previnem cólicas, infecções, insônia, hipertensão e febre.

O Laranja

Faltava, é claro, uma cor que conduzisse à sexualidade e à melhor circulação sem gerar raiva e comportamentos colaterais.

Além disso, existe também uma cor que sozinha consegue ampliar a criatividade e a felicidade facilmente.

Com todas essas qualidades e ainda por cima melhorando o sistema digestivo e metabólico, há o laranja.

A usualidade da cor laranja se mostra quase completa e enobrece a mente de quem a perceba.

O Violeta

Mantém forte influência na área da meditação, da tomada de decisões, na individualidade e na expressividade emocional. Com o violeta, a energia para prosseguir se torna mais evidente e mais sólida.

O seu tratamento físico é recomendado para os casos de menopausas, de baixa imunidade e relaxamento muscular.

Sobre o autor deste artigo

Marcos Aurelio - Imagem do escritor do artigoRedator do site Dicas de Saúde é formado em enfermagem e trabalha com tratamento de feridas. Ama a profissão através do cuidado da saúde dos pacientes além de escrever sobre saúde e acrescentar algo na vida das pessoas.